Português

Fazendas, armas e a agro-diplomacia de Israel

O agronegócio Israelita desenvolveu-se a partir de uma ocupação militarizada e ilegal de terras Palestinas e, nos últimos anos, o seu crescimento está intimamente ligado à promoção da agenda diplomática e económica de Israel no estrangeiro. Mais neste novo relatório.

O agronegócio Israelita desenvolveu-se a partir de uma ocupação militarizada e ilegal de terras Palestinas e, nos últimos anos, o seu crescimento está intimamente ligado à promoção da agenda diplomática e económica de Israel no estrangeiro. Mais neste novo relatório.

Da Ásia à África: tentáculos de plantações de dendezeiros estão espremendo comunidades até que fiquem secas

Em termos globais, nenhum cultivo cresceu mais rapidamente na última década do que o dendê. Essa expansão quase incontrolável deixa um profundo rastro de destruição e conflitos em torno de suas gigantescas áreas de plantações, do Sudeste Asiático à África Ocidental e Central. À medida que ocupam mais terras comunitárias, as empresas também se apoderam das fontes de água.

Em termos globais, nenhum cultivo cresceu mais rapidamente na última década do que o dendê. Essa expansão quase incontrolável deixa um profundo rastro de destruição e conflitos em torno de suas gigantescas áreas de plantações, do Sudeste Asiático à África Ocidental e Central. À medida que ocupam mais terras comunitárias, as empresas também se apoderam das fontes de água.

Digitalização da terra: mais dados, menos terras

A extração e compartilhamento de dados sobre as terras permite melhor “governança”, mas principalmente por aqueles que estão fora dos territórios. Para corporações e investidores, o acesso a informações atualizadas de um “perfil digital de terras” permite a consulta de forma rápida e atualizada, de qualquer parte do mundo, da situação legal, do tamanho, recursos naturais, como também de outros produtos financeiros, como os títulos de dívidas cobiçados pelo capital de risco.

A extração e compartilhamento de dados sobre as terras permite melhor “governança”, mas principalmente por aqueles que estão fora dos territórios. Para corporações e investidores, o acesso a informações atualizadas de um “perfil digital de terras” permite a consulta de forma rápida e atualizada, de qualquer parte do mundo, da situação legal, do tamanho, recursos naturais, como também de outros produtos financeiros, como os títulos de dívidas cobiçados pelo capital de risco.

Carlos Vicente: um “homem-árvore”

É com o coração partido que nós do GRAIN anunciamos a morte de nosso irmão, colega e companheiro Carlos Vicente. Carlos segue caminhando em cada uma e cada um de nós que nele pensamos, sentimos e amamos. A Unión de Trabajadores de la Tierra na Argentina disse dele, ao saber da sua morte: "É uma semente que brotará em todos os territórios em luta".

É com o coração partido que nós do GRAIN anunciamos a morte de nosso irmão, colega e companheiro Carlos Vicente. Carlos segue caminhando em cada uma e cada um de nós que nele pensamos, sentimos e amamos. A Unión de Trabajadores de la Tierra na Argentina disse dele, ao saber da sua morte: "É uma semente que brotará em todos os territórios em luta".

Não vamos morrer de sede à beira dos rios do Cerrado

Como seguimento à aceitação da denúncia de ecocídio do Cerrado brasileiro e de genocídio cultural em curso contra seus povos, foi realizada nos dias 30 de novembro e 1 de dezembro, a primeira das três audiências temáticas da sessão Cerrado do Tribunal Permanente dos Povos sobre as violações ligadas ao acesso à água.

Como seguimento à aceitação da denúncia de ecocídio do Cerrado brasileiro e de genocídio cultural em curso contra seus povos, foi realizada nos dias 30 de novembro e 1 de dezembro, a primeira das três audiências temáticas da sessão Cerrado do Tribunal Permanente dos Povos sobre as violações ligadas ao acesso à água.

A aliança suja entre agronegócio e grande capital financeiro é tudo, menos “verde”

O financiamento verde serviria como uma forma de mostrar que as instituições financeiras são confiáveis e podem supervisionar e administrar investimentos “verdes” e “socialmente responsáveis”. Mantém o setor financeiro no controle do fluxo de recursos, para continuar extraindo bilhões de dólares em taxas e outras cobranças.

O financiamento verde serviria como uma forma de mostrar que as instituições financeiras são confiáveis e podem supervisionar e administrar investimentos “verdes” e “socialmente responsáveis”. Mantém o setor financeiro no controle do fluxo de recursos, para continuar extraindo bilhões de dólares em taxas e outras cobranças.

NÃO às espoliações baseadas na natureza!

Em nota divulgada neste 2 de novembro, 257 organizações, redes e movimentos de 61 países dizem não às “Soluções Baseadas na Natureza”, um conceito de que os governos e as maiores empresas poluidoras do mundo estão vendendo na Conferência do Clima da ONU (COP26), em Glasgow, Escócia.

Em nota divulgada neste 2 de novembro, 257 organizações, redes e movimentos de 61 países dizem não às “Soluções Baseadas na Natureza”, um conceito de que os governos e as maiores empresas poluidoras do mundo estão vendendo na Conferência do Clima da ONU (COP26), em Glasgow, Escócia.

Tribunal Permanente dos Povos aceita denúncia por ecodício do Cerrado Brasileiro

GRAIN como uma das organizações parte da Campanha em Defesa do Cerrado, convida a todes a conhecer a Sessão Cerrado do Tribunal Permanente. A denúncia visibiliza que o Cerrado como a savana mais biodiversa do mundo é fruto do constante manejo da paisagem por povos originários e comunidades tradicionais há cerca de 15 mil anos.

GRAIN como uma das organizações parte da Campanha em Defesa do Cerrado, convida a todes a conhecer a Sessão Cerrado do Tribunal Permanente. A denúncia visibiliza que o Cerrado como a savana mais biodiversa do mundo é fruto do constante manejo da paisagem por povos originários e comunidades tradicionais há cerca de 15 mil anos.

Como a Fundação Gates está conduzindo o sistema alimentar na direção errada

A Fundação Bill e Melinda Gates gastou quase US $ 6 bilhões nos últimos 17 anos tentando melhorar a agricultura, principalmente na África. Para entender melhor como a Fundação Gates está moldando a agenda da agricultura global, GRAIN analisou todos os subsídios para alimentos e agricultura que a fundação fez até 2020. Descobrimos que, embora os subsídios da Fundação se concentrem em agricultores africanos, a grande maioria de seu financiamento vai para grupos na América do Norte e na Europa.

A Fundação Bill e Melinda Gates gastou quase US $ 6 bilhões nos últimos 17 anos tentando melhorar a agricultura, principalmente na África. Para entender melhor como a Fundação Gates está moldando a agenda da agricultura global, GRAIN analisou todos os subsídios para alimentos e agricultura que a fundação fez até 2020. Descobrimos que, embora os subsídios da Fundação se concentrem em agricultores africanos, a grande maioria de seu financiamento vai para grupos na América do Norte e na Europa.

Trigo Transgênico: no nosso pão, não!

O governo brasileiro pode liberar a importação e o consumo de trigo transgênico no Brasil. O produto foi geneticamente modificado para ser resistente a um agrotóxico altamente perigoso já proibido na Europa e em outros países. A aprovação também poderá abrir as portas para o plantio de trigo transgênico em outras partes do mundo, especialmente no Brasil.

O governo brasileiro pode liberar a importação e o consumo de trigo transgênico no Brasil. O produto foi geneticamente modificado para ser resistente a um agrotóxico altamente perigoso já proibido na Europa e em outros países. A aprovação também poderá abrir as portas para o plantio de trigo transgênico em outras partes do mundo, especialmente no Brasil.

UPOV: O grande roubo das sementes

As grandes empresas e os governos poderosos que apoiam aberrações como a UPOV não conseguem, mesmo com todo o seu poder, impô-la facilmente. A resistência popular surge por toda a parte.

As grandes empresas e os governos poderosos que apoiam aberrações como a UPOV não conseguem, mesmo com todo o seu poder, impô-la facilmente. A resistência popular surge por toda a parte.

EFTA-Mercosul: mais um golpe baixo contra o clima, os direitos dos povos e a soberania alimentar

Se o acordo comercial entre EFTA e Mercosul avançar, haverá impactos significativos sobre o clima, mesmo considerando apenas alguns produtos agrícolas produzidos industrialmente. Esse motivo já seria o suficiente para justificar o cancelamento do acordo.

Se o acordo comercial entre EFTA e Mercosul avançar, haverá impactos significativos sobre o clima, mesmo considerando apenas alguns produtos agrícolas produzidos industrialmente. Esse motivo já seria o suficiente para justificar o cancelamento do acordo.

O fogo como arma do agronegócio para expulsão dos povos e comunidades rurais no Brasil

Através de sólida documentação, o informe Agro é Fogo deixa claro que quando o Pantanal, o Cerrado e a Amazônia queimam, é a própria vida e dos modos de vida que ardem, usurpando a base material de sua existência. Ficando claro o caminho a seguir: defender a reforma agrária e os direitos territoriais dos povos e comunidades nestas três regiões.

Através de sólida documentação, o informe Agro é Fogo deixa claro que quando o Pantanal, o Cerrado e a Amazônia queimam, é a própria vida e dos modos de vida que ardem, usurpando a base material de sua existência. Ficando claro o caminho a seguir: defender a reforma agrária e os direitos territoriais dos povos e comunidades nestas três regiões.

Infográficos | Cercas Digitais: A grilagem tecnológica da terra

Nos infográficos que seguem destrinchamos os meandros e o intrincado labirinto pelo qual os interesses empresariais, com apoio de instituições internacionais como o Banco Mundial, capturam e grilam terras com estas novas tecnologias, em detrimento das terras públicas e dos territórios coletivos das comunidades camponesas e povos indígenas.

Nos infográficos que seguem destrinchamos os meandros e o intrincado labirinto pelo qual os interesses empresariais, com apoio de instituições internacionais como o Banco Mundial, capturam e grilam terras com estas novas tecnologias, em detrimento das terras públicas e dos territórios coletivos das comunidades camponesas e povos indígenas.